MINHA HISTÓRIA

Ao menos uma parte... e que seja longa e em sua infinitude!

Essa idéia de escrever o tópico "sobre" é curiosa, me disseram que o texto de um site precisa ser formal, então... Para começar, tenho Sol em Câncer e ascendente em Áries, isso já diz muito. Brincadeira! Falando sério agora, 

Se para José Saramago, "... no fundo, todos temos necessidade de dizer quem somos e o que é que estamos a fazer, e a necessidade de deixar algo feito, porque esta vida não é eterna, e deixar algo feito pode ser uma forma de eternidade," então...

 

Falar de mim é falar de amor e paixão pela vida, família, amigos, cães, gatos (periquito, papagaio, tartaruga, risos...), estudos, trabalho, livros, tecnologia, filosofia, plantas cozinha, vinhos, fotografia, viagens, exercícios e ... FISIOTERAPIA, além muita, muita superação. Ufa... Quantos amores existem mesmo?! C.S Lewis já definiu ao menos quatro, mas tenho lá minhas dúvidas.

Nascida em família de classe baixa, residindo subúrbio do Rio de Janeiro, comecei a trabalhar bem cedo, por volta dos 14 anos, comecei como babá, e cheguei a cuidar de quase 10 crianças em idades que iam dos 2 aos 7 anos. Cuidava, brincava, alimentava, auxiliava nas atividades escolares, tudo isso na casa dos meus pais, no período da tarde... E minha mãe jura até hoje, que meu pai não sabia de nada, risos. Essa atividade perdurou por anos até que ingressei na graduação de fisioterapia e abri mão da renda pelos estudos, se bem que sempre tinha um extra com bolsas de crochê, pois é... eu sei fazer crochê, risos...

Descobri a fisioterapia num momento crítico, asmática desde bebê, estava estudando sozinha, escondida para o vestibular, pois meu pai queria que procurasse trabalho com carteira assinada, e para isso me obrigou a fazer cursos de secretária, trainee, júnior, executiva e sênior, e chegando perto da data do vestibular, fiz uma crise grave e meu querido pneumologista, Dr Sergio Almeida na época, quis que ficasse internada, logo, meu segredo teve que ser revelado e o implorei que não fizesse, pois precisava continuar meu plano de estudos diários, ou ficariam assuntos pendentes. Foi então que me propôs o acordo de realizar fisioterapia respiratória religiosamente todos os dias e se piorasse ou não melhorasse em poucos dias, me internaria. Não só topei, como melhorei e me apaixonei. Quando vi no manual do candidato da UFRJ, que ofereciam o curso, não tive dúvidas e decidi que seria fisioterapeuta.  O período da faculdade foi um período dificil, além das dificuldades normalmente esperadas, era um período de grande controle financeiro na minha família, digamos assim, (fora isso, meu pai não queria que cursasse fisioterapia, pois havia sido aprovada em outras universidades para cursos que ele julgava, que seriam profissões que levavam a maiores ganhos financeiros, como Farmácia na UFF, Enfermagem na  UERJ, chegamos a não nos falar durante o primeiro periodo da faculdade) mas estava certa da minha escolha obstinada pela vitória em fisioterapia e em ser a primeira da família a ter nível superior. Consegui, e fui além.

Ao longo desses 20 anos de graduada tive a oportunidade de trabalhar em diversas instituições de grande know-how, como Hospital do Amparo Feminino, Hospital Espanhol, Hospital Copa D’or e Hospital Samaritano do Rio de Janeiro; prestando atendimento de fisioterapia cardiopulmonar e músculoesquelética, nos mais diversos setores, incluindo Unidade de Terapia Intensiva, Unidade Intermediária, Unidade Coronariana, Emergência e Enfermarias.

Em paralelo, desde recém formada, me dediquei à assistência ambulatorial em uma clinica privada na Barra da Tijuca, onde cheguei a coordenar a equipe de fisioterapeutas traumato-ortopédicos e pude aprimorar e desenvolver não só competências e habilidades específicas da fisioterapia, como em gestão de equipes e gestão de negócios.

Por volta de 2012, recebi o convite para participar do desenvolvimento e gerenciamento de duas empresas com know-how e expertise internacionais, no aprimoramento de fisioterapeutas e profissionais da saúde, das quais fiz parte até fevereiro de 2019, e onde tive oportunidade de participar, promover e gerenciar eventos emblemáticos e de sucesso no meio da fisioterapia, com expoentes mundiais da fisioterapia e da saúde, como os cursos com a professora Ann Cools, da Bégica (referência em reabilitação do ombro), Louie Puentedura (referência em terapia manual e dor) e Nick Tumminello (o personal dos personais, sobre prescrição do exercício físico, entre outros.

 

O ano de 2016 foi especial, nele houve um ponto de inflexão que me preencheu de paixão e coragem, suficientes para me fazer querer expandir como um todo e colocar em prática meus conhecimentos de fisioterapia e gestão, foi quando abri o consultório, e comecei do zero a minha vida empresarial. Em 2019 me desliguei das empresas que ainda estava vinculada e desde então me dediquei exclusivamente ao consultório, que também desde 19 fevereiro de 2019 passou à marca registrada In Motion® e hoje somos a Clínica In Motion®.

Obcecada por melhoria continua, conhecimento, desenvolvimento e aprimoramento profissional, além da GRADUAÇÃO em FISIOTERAPIA na Universidade Federal do Rio de Janeiro – UFRJ, participei de diversos cursos e algumas produções bibliográficas, entre outros:

                                                 Cursos:

 

Para saber um pouco mais sobre as minhas habilidades, competências e qualificações profissionais, basta seguir o meu perfil no LinkedIn e outras redes sociais, sigam-me os bons! Risos... Ficarei feliz em poder compartilhar mais partes da minha história e do meu desenvolvimento profissional, em tempo real.

 

Aproveito para agradecer à alguns que fizeram a diferença na minha carreira e na minha vida, mas eu recebi e recebo muita ajuda e não quero parecer ingrata:

  • Meus pais Sérgio (in memorian) e Vera, meu esteio e fonte inesgotável de coragem para vencer os obstáculos da vida;

  • Meu filho Gabriel, minha verdadeira obra e eternidade, principalmente por aceitar dividir o precioso tempo que temos juntos nessa jornada, com a fisioterapia;

  • Meus irmãos, que serviram de minhas cobaias no treinamento de muitas técnicas como PNF e Mulligan, e entraram em desafios como o de produzir esse site;

  • Minha família, pelo apoio torcida;

  • Meus amigos, que entenderam cada vez que deixei de abrir aquele vinho, pois tinha curso ou trabalho no dia seguinte;

  • Meus professores e ex-chefes, por acreditarem e desenvolverem o melhor em mim;

  • Também in memorian à um grande exemplo, mentor e um dos meus grandes incentivadores, com quem tive a honra e oportunidade de estar próxima, durante estágio extra curricular, no setor de Pneumologia e Tisiologia da Policlínica Geral do Rio de Janeiro, o meu querido e gigante Dr. Affonso Berardinelli Tarantino.

  • À todos os meus pacientes, que sempre confiaram e confiam em mim, que são e foram grandes incentivadores e propagadores do meu trabalho.

  • À todos os médicos com quem tive a oportunidade de trabalhar, que incentivaram e referenciaram o meu desenvolvimento e trabalho, que foram parceiros nessa busca incansável de promover a saúde e qualidade de vida dos nossos pacientes. Alguns bem especiais, mas não citarei nomes no momento, risos.

  • E à todos vocês que chegaram até aqui, que embora nunca tenhamos nos visto, já  me conhecem um pouquinho, meu muito obrigada pela leitura. Espero poder conhecer e ajudá-los no momento certo.

 

Acabei de lembrar que já cheguei a me definir como uma romântica incurável, que sonha em ser capa da Forbes, mas aí veio a Anitta e roubou meu sonho, brincadeira gente, mas agora deu para entender o sol em câncer com ascendente em áries né?!

Brincadeira!

Toda a minha luta por desenvolvimento pessoal e profissional tem como principal objetivo, "o outro, no caso, vocês". Alguém em algum lugar já disse, que no final das contas, devemos focar no longo prazo, e construir quem queremos ser no momento da nossa morte, independente do momento que aconteça, que seja o mais à diante possível, diga-se. E parte desse alguém que vos fala, perfeitamente imperfeita, tem como objetivo ser melhor a cada dia e influenciar positivamente cada um que por ventura cruzar meu caminho. 

A fisioterapia abriu não só meus caminhos profissionais, mas praticamente todos os caminhos da minha vida, através dela venho conhecendo pessoas singulares, algumas das quais tenho alegria e gratidão de ter na minha vida ser amiga e outras inimiga, risos, brincadeiraaa, mas fazer parte de um processo de reabilitação, muitas vezes quando outras ciências já não tem muito a fazer, é algo indizível, é como estar sempre a quebrar barreiras e superar limites. Costumo dizer que o movimento seria considerado magia, não fosse um processo tão biológico comprovado cientificamente e momentos  como o de assistir alguém andar pela primeira vez, sem apoios, vencendo não só medos, crenças limitantes, dor, como por exemplo depois de um pós-operatório, ou de um longo período de imobilidade, é certeza de que não só lágrimas de alegria irão rolar (e muito provavelmente, "uhuuuuuu" e palmas) como lágrimas de um vislumbre de que estou no caminho certo.

Sejam Abençoados e um grande abraço virtual.

C.

 
  • LinkedIn ícone social
  • Instagram ícone social
  • Facebook ícone social
  • whatsapp-logo-icone

©2019 por In Motion® - Expertise em Movimento. Direitos reservados.